da ponta dos dedos

.posts recentes

. Clone

. Realidade digital

. California Ruins

. Crescer

. Tomar balanço

. Mais música

. A ilha do pessegueiro

. Abrir horizontes

. Fábula do Peixinho e do S...

. Às Armas

.arquivos

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

Terça-feira, 11 de Abril de 2006

Dias silenciosos...

... passam tão depressa que nem se dá por eles. Passam sossegados e sem razões para aqui contar.
Limito-me a saboreá-los um a um, da mesma forma que se saboreia um chocolate: em silêncio e sem o analisar. E assim passou um dia atrás do outro. Um dia mais doce, outro dia feito de um chocolate negro, mais amargo. Houve dias normais, feitos de derivados de chocolate, e dias cheios de surpresas, como os pedacinhos de amêndoas que recheiam o chocolate.
Foi assim que, na soma dos dias saboreados em silêncio, um mês transformou-se numa tablete de chocolate em que cada dia foi um quadradinho. Um grande e delicioso mês de início de Primavera.


publicado por Ana Teresa Fernandes às 16:47

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

.eu

.pesquisar

 

.links

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds